Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

26 de set de 2012

Lançamento da PAULUS reflete sobre a síndrome de "burnout" entre os sacerdotes

Lançamento da PAULUS reflete sobre a síndrome de "burnout" entre os sacerdotes e aponta caminhos para a superação
 
 
 

A síndrome de burnout, ou síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio psíquico caracterizado por um estado de tensão emocional e estresse crônico provocado por condições de trabalho física, emocional e psicologicamente desgastantes. A síndrome se manifesta especialmente em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal direto e intenso.
Os padres também enfrentam esse problema. Pensando nisso, Helena López de Mézerville, com doutorado acadêmico em Ciências Médicas outorgado pela Universidade de Salamanca, na Espanha, lança, pela PAULUS, O desgaste na vida sacerdotal – Prevenir e superar a síndrome de burnout.
Num recente estudo feito pela autora, demonstrou-se que três em cada cinco dos quase novecentos presbíteros latino-americanos entrevistados estavam média ou gravemente esgotados. Do mesmo modo, foi constatado que a boa adaptação ao estresse, a inteligência emocional, o autocuidado e o equilíbrio de vida, bem como a maturidade humana e espiritual, são variáveis que incidem diretamente em sua qualidade de vida pessoal e ministerial.
“A intenção de oferecer esse trabalho, em forma de livro, obedece ao meu desejo de que este possa chegar ao maior número possível de sacerdotes. Assim, conhecendo eles melhor a aventura à qual foram chamados em seu ministério sacerdotal, tão cheio de compromissos e exigências, poderão tornar-se bons próximos de si próprios, primeiramente, para depois se tornarem próximos amorosos de todas as pessoas que cruzam o seu caminho”, afirma Helena.
Dividido em sete capítulos, todos eles iniciados com um “caso sacerdotal” para ilustrar a temática discutida e finalizados com uma conclusão, o livro analisa um assunto que a Igreja tem necessidade de entender, prevenir e superar na atualidade, abordando as causas do estresse, as consequências, os efeitos físicos e psicológicos, a questão do perfeccionismo, entre outros aspectos. Além disso, traz informações sobre os cuidados com si mesmo, destacando os ensinamentos de Jesus sobre isso.
“O ministério presbiteral pode ser confundido, erroneamente, como uma vida baseada numa série de regras históricas e culturais. Todavia, a vida sacerdotal nasce de exemplo eterno e sempre vivo de Jesus Cristo. Os evangelhos mostram como Ele é a porta para uma vida em abundância. Seguindo o seu exemplo, se compreende a continência como um estilo de vida saudável, a oração como uma maravilhosa dependência da vontade do Pai e a fraternidade como um modelo de amor e de vida, que o sacerdote procura refletir diante dos outros”, complementa a autora.
Da coleção Psicologia Pastoral, O desgaste na vida sacerdotal – Prevenir e superar a síndrome de burnout pode ser lido por bispos, sacerdotes, formadores, seminaristas, noviços e todas as pessoas interessadas na vida e no bem-estar dos presbíteros.
Helena López de Mézerville possui doutorado acadêmico em Ciências Médicas outorgado pela Universidade de Salamanca (Espanha). Além disso, é licenciada em Terapia Física e tem mestrado em Nutrição. Desenvolveu sua atividade profissional oferecendo assessoria em âmbitos leigos, clericais e de vida consagrada. Nesses contextos, deu conferências e cursos sobre autocuidado, inteligência emocional e princípios físicos, emocionais e espirituais para uma vida saudável.

Um comentário:

  1. Fico preocupada pois essa Síndrome afetou professores, e hoje estamos no verdadeiro fracassso,embora dizem que não,mas estamos sem servidores em todos os níveis.

    ResponderExcluir