Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

18 de abr de 2012

Via Lucis (Caminho da Luz. IX estação


Via Lucis
Nona Estação
A pesca grandiosa

V. Nós Vos adoramos, ó Jesus Ressuscitado.
R. Porque nos deste uma Vida nova.

Algum tempo depois, Jesus apareceu outra vez aos discípulos, junto ao lago do Tiberíades, e manifestou-se deste modo: Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, a quem chamavam o Gémeo, Natanael, de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos. Disse-lhes Simão Pedro: «Vou pescar.» Eles responderam-lhe: «Nós também vamos contigo.» Saíram e subiram para o barco, mas naquela noite não apanharam nada. Ao romper do dia, Jesus apresentou-se na margem, mas os discípulos não sabiam que era Ele. Jesus disse-lhes, então: «Rapazes, tendes alguma coisa para comer?» Eles responderam-lhe: «Não.» Disse-lhes Ele: «Lançai a rede para o lado direito do barco e haveis de encontrar.» Lançaram-na e, devido à grande quantidade de peixes, já não tinham forças para a arrastar. Então, o discípulo que Jesus amava disse a Pedro: «É o Senhor!» Simão Pedro, ao ouvir que era o Senhor, apertou o saio, porque estava sem mais roupa, e lanlou-se à água. Os outros discípulos vieram no barco, puxando a rede com os peixes; com efeito, não estavam longe da terra, mas apenas a uns noventa metros. Ao saltarem para terra, viram umas brasas preparadas com peixe em cima e pão. Jesus disse-lhes: «Trazei dos peixes que apanhastes agora.» Simão Pedro subiu à barca e puxou a rede para terra, cheia de peixes grandes: cento e cinquenta e três. E, apesar de serem tantos, a rede não se rompeu. Disse-lhes Jesus: «Vinde almoçar.» E nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar-lhe: «Quem és Tu?», porque bem sabiam que era o Senhor. Jesus aproximou-se, tomou o pão e deu-lho, fazendo o mesmo com o peixe. (Jo 21, 1-13)

Meditação
Jesus convida-nos a lançar a rede e, hoje, a rede pode ser bem a nossa coragem. Assim, lançar a rede seria lançar a nossa coragem em testemunhar ao mundo que o Amor do Senhor é para todos, tornando-nos verdadeiros pescadores de homens. Jesus é verdadeiro Deus, mas também verdadeiro homem. Ele, ressuscitado, em Espírito também o foi em corpo, pois é de notar que comeu com os seus. Não existe a menor dúvida que Jesus é alguém que atrai tudo para si, até os peixes, a ponto de realizarem tamanha pesca naquela manhã quando já tinham desistido de o fazer. No fundo, eles confiaram na sugestão de um homem que não reconheciam e perante o resultado deste acto de confiança, souberam que era o Senhor. É isto que acontece quando confiamos no Senhor, Ele surpreende-nos. Talvez devêssemos pensar nisto, o quanto é surpreendente quando decidimos confiar no Senhor Jesus Ressuscitado, Ele dar-nos-á em abundância, assim como quando morreu, para nos dar a Vida em abundância, para sempre.

V. Senhor, és Tu que nos dás o Dom da Vida.
R. Seremos testemunhas do Teu Amor.

V. Senhor, ensina-nos a confiar em Ti.
R. Seremos testemunhas do Teu Amor.

V. Senhor, ensina-nos a saborear a vida em abundância que nos dás.
R. Seremos testemunhas do Teu Amor.