Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

12 de set de 2013

Humanidade em crise: assassinam jovem "por diversão"

WASHINGTON DC, (ACI/EWTN Noticias).- A sociedade parece "ter esquecido por completo a definição completa de dignidade humana", expressou a Diretora Internacional de Operações da Aliança Mundial da Juventude, Leah Bromberg, depois do assassinato de um jovem australiano cometido por três adolescentes que queriam "divertir-se" em Oklahoma (Estados Unidos).

Esta "emoção por matar", disse Bromberg ao grupo ACI, revela uma "evidente falta de respeito à dignidade da vida humana que está presente na cultura ocidental moderna".

O universitário e jogador de beisebol natural de Melbourne (Austrália), Christopher Lane (22), que assistia à Universidade de Oklahoma, foi assassinado a tiros enquanto corria por uma zona de classe alta de Duncan por três americanos de 15,16 e 17 anos de idade.

Em suas declarações à polícia, os jovens que serão julgados como adultos e que poderiam enfrentar a pena de morte, assinalaram que escolheram a sua vítima "ao azar" e que o mataram por que estavam entediados, ao vê-lo passar, um dos menores disse: "aí está nosso alvo".

Leah Bromberg explicou que este assassinato "por diversão" demonstra "que a juventude no Ocidente está cada vez mais motivada por uma busca de prazer e uma mentalidade centrada em si mesmo".

Para reconstruir uma cultura que respeite a vida humana, explicou Bromberg, "a educação é um fator importante" já que "os adultos em todos os aspectos da vida -mas especialmente em casa e na família- necessitam realmente reeducar os jovens e no que realmente significa a dignidade humana (…) e deve ser ensinada bem".

Recordou que toda pessoa nasce com esta dignidade e "se a pessoa for consciente de que a outra pessoa a tem e que é inviolável e intrínseca", portanto reconhece que "deve ser respeitada" e não cometer atrocidades como o assassinato sem sentido e outras violações à vida humana que acontecem diariamente em todo mundo.

Segundo algumas cifras publicadas pelo Escritório contra a droga e delitos das Nações Unidas (ONU), a maioria dos assassinatos nos Estados Unidos é cometido por armas de fogo.

O anterior Primeiro Ministro da Austrália, Tim Fischer, assinalou ao jornal australiano The Day que está "profundamente chateado por isso, devido à atitude insensível dos três adolescentes [mas] é um claro sinal da proliferação das armas em terreno norte-americano".

Nenhum comentário:

Postar um comentário