Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

6 de abr de 2014

Fiéis ganham evangelho "de bolso" na praça de São Pedro



Cidade do Vaticano (RV) - Milhares de cópias da edição de bolso contendo os quatro Evangelhos e os Atos dos Apóstolos foram gratuitamente distribuídas aos fiéis e peregrinos presentes na Praça São Pedro para a oração do Angelus com o Papa, ao meio-dia deste domingo.
A distribuição teve a colaboração de voluntários: 150 escoteiros, os seminaristas do Seminário Romano, as Irmãs de Madre Teresa de Calcutá, e outras religiosas e leigos.

Contentes com o presente oferecido pelo Papa Francisco, a Rádio Vaticano colheu o comentário de alguns deles:

"Creio que o presente que o Papa nos dá não é tanto o de ter-nos oferecido estas cópias para fazer com que leiamos a Palavra de Deus, mas porque nessa Palavra encontra-se uma Pessoa, encontra-se Jesus Cristo que nos torna mais plenamente pessoas, mais plenamente humanos e mais capazes de caminhar também rumo ao homem. Mas se não conhecermos quem é o verdadeiro Homem, que é Jesus Cristo, não poderemos chegar lá!"

"É também um convite a proclamá-Lo e a anunciá-Lo a todas as pessoas. Portanto, este presente não deve permanecer em nós, devemos dar aos outros!"

"A Sagrada Escritura e o Evangelho, sobretudo, são a Palavra de Deus, que nos fala ao coração de modo contínuo: jamais cessa! Venho da Síria e sabemos o que significa a Palavra de Deus, sobretudo nos momentos difíceis que vivemos na Síria. Temos somente esta esperança na Palavra de Deus, que nos fala a cada dia, a cada momento, sobretudo onde Jesus fala sobre as perseguições e diz: "Eu estarei convosco!" Encontramos consolação somente na Palavra de Deus, porque são não somente palavras bonitas ditas por Jesus, Nosso Senhor, são as palavras que justamente hoje nos falam ao nosso coração."

RV: O povo sírio encontra-se há muito tempo martirizado pela guerra. Como a Palavra de Deus pode ajudar, pode dar coragem a seguir adiante e a perdoar, apesar de tudo?

"Em nossa cidade de Aleppo somos cerca de sessenta sacerdotes católicos: entre nós – organizamos também alguns grupos – meditamos a Lectio Divina, falamos e aprofundamos a Palavra de Deus, que fala sobre as perseguições. Nossa gente não se encontra somente martirizada no que diz respeito à guerra como tal, mas é também ameaçada por certas pessoas, como se dá com os cristãos. Portanto, a Palavra de Deus nos dá essa força." (RL)




Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va

Nenhum comentário:

Postar um comentário