Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

5 de mai de 2015

Quarta-feira da 5ª semana da Páscoa

(Jo 15,1-8)




Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 1“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. 2Todo ramo que em mim não dá fruto ele o corta; e todo ramo que dá fruto, ele o limpa, para que dê mais fruto ainda. 3Vós já estais limpos por causa da palavra que eu vos falei. 4Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto, se não permanecerdes em mim.

5Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele, esse produz muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. 6Quem não permanecer em mim, será lançado fora como um ramo e secará. Tais ramos são recolhidos, lançados no fogo e queimados. 7Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vos será dado. 8Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos.


Comentário do dia: Jean Tauler (c. 1300-1361), dominicano de Estrasburgo. Sermão 7

Podados para produzir fruto

O vinhateiro tem de cortar da sua vinha os rebentos maus. Se não o fizesse e se os deixasse no ramo bom, a vinha daria um vinho azedo e de má qualidade. Assim deve fazer o homem nobre: podar-se a si próprio de tudo o que está desordenado, cortar pela raiz os seus modos de ser e as suas inclinações, quer seja a alegria ou a dor, quer dizer, cortar os defeitos, sem afetar a cabeça, nem o braço, nem a perna.

Mas não uses a tesoura enquanto não tiveres percebido o que tens de cortar. O vinhateiro que não conhece a arte da poda cortará tudo, tanto o ramo bom que em breve dará a uva, como a ramo mau, e dará cabo da vinha. Assim fazem certas pessoas que não conhecem o ofício: deixam os vícios e as más inclinações no fundo da natureza, podando e cortando rente a pobre natureza em si mesma. Ora, a natureza em si mesma é boa e nobre; se a cortares, quando chegar o tempo dos frutos, quer dizer, da vida divina, apenas encontrarás uma natureza destruída.


Responsório (Sl 121)

— Que alegria, quando me disseram: Vamos à casa do Senhor!


— Que alegria, quando ouvi que me disseram: “Vamos à casa do Senhor!” E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas.

— Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmonioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor.

— Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário