Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

20 de mai de 2015

Quarta-feira da 7ª semana da Páscoa

(Jo 17,11b-19)

Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos para o céu e rezou, dizendo: 11b“Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um. 12Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu os guardei e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura.

13Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada. 14Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo. 15Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. 16Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo.

17Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade. 18Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo. 19Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade”.


Comentário do dia: São Cipriano (c. 200-258), bispo de Cartago e mártir. A unidade da Igreja, § 8

«Que todos sejam um»

Irmãos, quem seria pois tão criminoso e obstinado na sua paixão pela discórdia, que imaginasse que se pode questionar e que ousasse ele próprio rasgar a unidade de Deus, as vestes do Senhor, a Igreja de Cristo? (Jo 19,24) Pois não é certo que Deus faz ouvir, no seu Evangelho, esta advertência: «Haverá um só rebanho e um só pastor» (Jo 10,16)? Depois disto, ainda haverá alguém pense que, num mesmo lugar, pode haver vários pastores e vários rebanhos? Vede como também o apóstolo Paulo nos recomenda esta unidade: «Peço-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo: mantende-vos de acordo uns com os outros, para que não haja divisões. Sede estreitamente unidos no mesmo espírito e no mesmo modo de pensar» (1Cor 1,10). «Suportai-vos uns aos outros no amor. Mantende entre vós laços de paz, para conservardes a unidade do Espírito» (Ef 4,2-3).

E tu julgas que podes permanecer de pé e vivo se abandonares a Igreja para estabeleceres algures a tua morada e afastares dela a tua habitação? [...] Pois não diz Ele no Êxodo, a propósito da Páscoa, que o cordeiro, imolado em prefiguração de Cristo, deve ser comido numa mesma casa? (Ex 12,46) Não podemos deitar fora a carne de Cristo, o santo do Senhor; para os crentes, não há outra morada senão a Igreja. Esta casa, esta habitação de família unida, é designada pelo Espírito Santo quando diz num salmo: «Deus faz habitar numa mesma casa os corações unânimes» (cf 86,7). É na casa de Deus, na Igreja de Cristo, que vivem os que os corações unânimes; é aí que podem permanecer na paz e na simplicidade.


Responsório (Sl 67)

— Reinos da terra cantai ao Senhor.

— Suscitai, ó Senhor Deus, suscitai vosso poder, confirmai este poder que por nós manifestastes, a partir de vosso templo, que está em Jerusalém, para vós venham os reis e vos ofertem seus presentes!

— Reinos da terra, celebrai o nosso Deus, cantai-lhe salmos! Ele viaja no seu carro sobre os céus dos céus eternos. Eis que eleva e faz ouvir a sua voz, voz poderosa.

— Dai glória a Deus e exaltai o seu poder por sobre as nuvens. Sobre Israel, eis sua glória e sua grande majestade! Em seu templo ele é admirável e a seu povo dá poder. Bendito seja o Senhor Deus, agora e sempre. Amém, amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário