Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

24 de mar de 2015

Para que serve a estola? Por que o padre a usa, se não a vemos?



É muito significativo que a Igreja queira revestir seus ministros sagrados com trajes próprios para a ação sagrada. Os ornamentos sacerdotais, como foram se desenvolvendo ao longo do tempo, são uma expressão da ação sacerdotal.
 
Os ornamentos litúrgicos de hoje têm sua origem nos ornamentos sacerdotais e levíticos da Antiga Lei e, portanto, nas antigas vestiduras dos nobres romanos.
 
Estão destinados à celebração dos santos mistérios da nossa fé, têm um alto sentido espiritual, uma funcionalidade ritual e um caráter distintivo na ordem dos ministros. Com seu simbolismo, eles nos ensinam a prover-nos de armas espirituais no combate contra o espírito do mal.
 
Dentro dos ornamentos litúrgicos, destaca-se, ainda que não seja muito evidente à vista, a estola. Ela é uma espécie de faixa que o sacerdote pendura no ombro sobre o peito e ajuda com o cíngulo sobre a alva e sob a casula.
 
A estola deve ser da mesma cor da casula; sua única decoração é uma cruz no meio (na altura do pescoço), que o ministro ordenado beija antes de colocá-la.
 
A disciplina atual prescreve seu uso na missa, nos sacramentos, sacramentais e sempre que haja um contato com a Eucaristia.
 
Desconhece-se com exatidão a origem da estola, mas o mais provável é que ela derive do manto de oração dos judeus, mais especificamente do “orarium”, nome com o qual a estola era conhecida na antiguidade.
 
A palavra “orarium” é um termo relacionado a “orare” (falar, pregar), o que torna este ornamento uma insígnia dos pregadores.
 
A Bíblia a classifica entre as vestiduras de honra. A partir do século XII, não se usou mais o terno “orarium”, mas “estola”.
 
Simbolismo da estola
 
1. É símbolo do poder e da autoridade sacerdotal, sinal por excelência da dignidade sacerdotal.
 
2. Como a estola era uma vestimenta utilizada por pessoas de certa dignidade, simboliza a dignidade do primeiro homem, do homem antes do pecado original.
 
3. Simboliza também a inocência necessária para o cumprimento do serviço sacerdotal e a veste de glória que o servo bom e fiel usará em recompensa pelos seus méritos. Evoca, portanto, o traje de festa que o Pai colocou no filho pródigo quando ele voltou à casa. Só Deus pode nos dar tal vestimenta e tornar-nos dignos de sentar à sua mesa, ao seu serviço.
 
4. Como é usada sobre o pescoço, assemelha-se a um jugo, o suave jugo de nosso Senhor, ou seja, as obrigações do estado sacerdotal.
 
5. A estola também simboliza as ovelhas que o Bom Pastor carrega sobre os ombros.
 
6. Ela é sinal das sogas com que nosso Senhor foi arrastado aocalvário.
 
7. Finalmente, a estola do diácono é símbolo de sacrifício e generosidade ao serviço da comunidade cristã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário