Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

25 de jun de 2015

Escola de pais - Lição II


Paz e Bem!
Continuamos nosso projeto de formação para pais.
Hoje, o ensino versa sobre a importância do tempo e da atenção dada aos filhos.

Por favor compartilhe e divulgue. Pode ajudar muitas pessoas.
Deus abençoe

-------------------------





O texto da Igreja:

Certas graves carências ou desiquilíbrios que se realizam entre os pais (por exemplo, a ausência da vida familiar de um deles ou de ambos os pais, o desinteresse educativo, ou a severidade excessiva) são fatores capazes de causar nas crianças distonias emocionais e afetivas que podem perturbar gravemente a sua adolescência e por vezes marcá-las para toda a vida. É necessário que os pais encontrem tempo para estar com os filhos e entreter-se e dialogar com eles. Os filhos, dom e empenho, são a sua tarefa mais importante, se bem que, aparentemente, nem sempre muito rendosa: são-no mais do que o trabalho, mais do que as distrações, mais do que a posição social. Em tais conversações — e cada vez mais, à medida que os anos passam — é preciso saber escutá-los com atenção, esforçar-se por compreendê-los, saber reconhecer a parte de verdade que pode estar presente em algumas formas de rebelião. E, ao mesmo tempo, os pais poderão ajudá-los a canalizar retamente ânsias e aspirações, ensinando-os a refletir sobre a realidade das coisas e a raciocinar. Não se trata de impor uma determinada linha de comportamento, mas de mostrar os motivos, sobrenaturais e humanos, que a recomendam. Serão mais bem sucedidos, se souberem dedicar tempo aos seus filhos e colocar-se verdadeiramente ao nível deles, com amor.

(Fonte: Sexualidade humana: verdade e significado - Orientações educativas em família, parágrafo 51)

--------------------------------------
Nossa pequena explicação:

Muitos já ouviram o ditado popular "filho criado, trabalho dobrado". Pois é. O trabalho de criar não é tarefa para amadores. Por isso mesmo a Igreja indica que os pais saibam priorizar suas atividades.para não abandonar os filhos à própria sorte.
Pode até não ser uma atividade fácil, mas veja que à medida que a criança vai crescendo, aumenta ainda mais a necessidade de ouvi-la e entendê-la. O que ocorre é que, em muitas famílias, à medida que crescem, aumenta o afastamento entre pais e filhos e isso não é bom. Os pais podem e devem ouvir até mesmo aquelas reclamações consideradas impertinentes por parte de alguns adolescentes pois aí pode haver certas verdades ignoradas pelos adultos.
Por último, o texto do magistério da Igreja mostra a importância de um bom direcionamento das potencialidades de cada filho para que possam se desenvolver bem.
____________________

Oremos:

Senhor Jesus, em tudo queremos vos servir bem. Atendei aos apelos dos pais em favor do crescimento espiritual, intelectual e físico de seus filhos. - O Senhor que cresceu na Família de Nazaré em estatura, sabedoria e graça, dai-nos a alegria de ver o mesmo em nossas crianças. Amém.

-------------------------------
(um serviço do blog - Pe Elenivaldo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário