Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

13 de jun de 2013

Missa do Papa: "Não denegrir o outro, mas seguir a lei do amor"

Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – Como todas as manhãs, Papa Francisco celebrou Missa na Capela da Casa Santa Marta, no Vaticano. Participaram da celebração Eucarística, entre outros, representantes das Embaixadas e Consulados da Argentina na Itália e junto à FAO. O Papa recordou que não celebra Missa em espanhol desde o dia 26 de fevereiro, antes do Consistório. 
Em sua homilia em espanhol, o Santo Padre agradeceu aos presentes pelo trabalho que fazem pela Pátria, fora do país. A seguir, meditou sobre a Liturgia do dia, onde Jesus se dirige aos seus discípulos, dizendo: “Que a justiça de vocês seja superior àquela dos fariseus”. Esta exortação vem depois das Bem-Aventuranças e da citação “Jesus não veio para abolir a Lei, mas para aperfeiçoá-la”.
Com efeito, disse o Santo Padre, a reforma proposta por Jesus é “uma proposta sem ruptura, mas uma reforma na continuidade”: um processo que vai da “semente ao fruto”. Quem “entra na vida cristã”, disse, tem exigências maiores que as dos outros, não maiores vantagens”. 
Depois, o Papa exortou “a não denegrirmos e nem insultarmos o próximo, mas a trilharmos o caminho da fraternidade. A agressividade natural do homem, como aquela de Caim contra Abel, se repete na história da humanidade. Isso demonstra que somos pecadores e fracos. E concluiu:
“Gostaria de pedir ao Senhor que nos conceda a graça a todos de prestar mais atenção sobre as críticas que fazemos os outros. É uma pequena penitência que dá bons frutos. Peçamos ao Senhor a graça de adequar a nossa vida à lei da mansidão, do amor e da paz”! (MT)

Um comentário:

  1. A paz de Jesus, sua benção querido Padre.
    Maravilhosa reflexão da liturgia de hoje; Creio que estamos progredindo dia a dia para uma Igreja mais fraterna!
    Precisamos interceder para que o Santo Padre, o Papa, possa manifestar ao mundo o sopro do Espírito Santo sobre o clamor da Igreja. Já é tempo dessa exortação acontecer de fato, porque torna-se quase impossível a fraternidade diante de tanta difamação, insultos entre os que se dizem cristãos.
    Achei de grande sabedoria a colocação "A NÃO DENEGRIRMOS E NEM INSULTARMOS O PRÓXIMO,disse, MAS A TRILHARMOS O CAMINHO DA FRATERNIDADE"..."QUEM ENTRA NA VIDA CRISTÃ, TEM EXIGÊNCIAS MAIORES QUE A DOS OUTROS, NÃO MAIORES VANTAGENS".
    Hoje estava a refletir sobre essa situação, como é fácil denigrir,falar coisas tão más... não ter temor e nem pensar nas consequências de palavras maldosas.
    Reflito nas palavras da carta aos Coríntios e rezo para que Deus no dê forças e amor suficientes para enfrentar as adversidades desta vida.
    Louvo a Deus pelo Papa Francisco, um instrumento que Deus colocou na Igreja, com uma visão totalmente voltada para o amor, para a renovação do povo de Deus.Louvo por sua vida, padre Elenivaldo, maravilhoso testemunho de vida que o senhor é para nós, por sua dignidade, humildade, de amar a todos acima de tudo!!
    Deus abençoe e o fortaleça na caminhada. Conte sempre com minhas orações. Abraços.

    ResponderExcluir