Paróquia Santa Luzia

Paróquia Santa Luzia
...

23 de abr de 2013

Quarta-feira da 4ª semana da Páscoa



Evangelho - Jo 12,44-50
Naquele tempo: 44Jesus exclamou em alta voz: 'Quem crê em mim, não é em mim que crê, mas naquele que me enviou.
45Quem me vê, vê aquele que me enviou.
46Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. 47Se alguém ouvir as minhas palavras e não as observar, eu não o julgo, porque eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo. 48Quem me rejeita e não aceita as minhas palavras já tem o seu juiz: a palavra que eu falei o julgará no último dia. 49Porque eu não falei por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, ele é quem me ordenou o que eu devia dizer e falar. 50E eu sei que o seu mandamento é vida eterna. Portanto, o que eu digo, eu o digo conforme o Pai me falou.'


Comentário ao Evangelho do dia feito por Simeão o Novo Teólogo (c. 949-1022), monge grego III Discurso Teológico


«Eu vim ao mundo como luz, para que todo o que crê em Mim não fique nas trevas»

«Deus é luz» (1Jo 1,5), uma luz infinita e incompreensível. O Pai é luz, o Filho é luz, o Espírito Santo é luz; os Três são luz única, simples, incompósita, intemporal, em eterna identidade de dignidade e glória. Desse modo, tudo o que vem de Deus é luz e nos é dado como provindo da luz: luz a vida, luz a imortalidade, luz a fonte da vida, luz a água viva, a caridade, a paz, a verdade, a porta do Reino dos Céus. Luz o próprio Reino, luz a câmara nupcial, o leito nupcial, o Paraíso de delícias, a terra dos mansos, a coroa da vida, as próprias vestes dos santos. Luz Jesus Cristo, Salvador e Rei do universo, luz o pão da Sua carne imaculada, luz o cálice do Seu sangue precioso, luz a Ressurreição; luz o Seu rosto, a Sua mão, o Seu dedo, a Sua boca, luz os Seus olhos; luz o Senhor e a Sua voz, luz da luz. Luz o Consolador, a pérola, o grão de mostarda, a verdadeira vide, o fermento, a esperança, a fé: luz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário